G.R.E.S. Unidos do Controle Remoto

Ruim da cabeça e doente do pé:
a odisseia de um carnavalesco e seu sofá mestre-sala
(Olha a Unidos do Controle Remoto aí, gente!)

Quando
(Eu disse quando)
Chateaubriand trouxe a TV pro Brasil
Ele não imaginava que um filho do Seu Biu
Fosse ficar, no carnaval, vendo o bloco passar
Através de uma pequena janela
Que se convencionou chamar de tela
Esparramado feito rama de batata no sofá.

Eu vou, eu vou
enxergar bunda em close-up 

(bunda em close-up)
E se você não me entendeu
Basta apertar a tecla SAP.

Pra quê levantar dedinho, na hora de desfilar
Se com controle remoto, o mínimo que posso
É mexer meu dedo polegar.
Vou passar noite acordado igual fantasma
E desta vez eu juro que me acabo
Vendo o carnaval na televisão a cabo
Em Full HD, tela de LCD
Ou plasma

Senta, meu amor, neste sofá (neste sofá)
Pra quê requebrar as cadeiras?
Deixe-me ser seu mestre-sala
Você, minha porta-bandeira.

  1. gravatar

    # by Paulinha Felix - 11:29 AM

    VIVA!!!

    Tá parecendo meu carnaval, ó. hahahahahahaah

    BOM CARNAVAL!!!

    =*

  2. gravatar

    # by Davi - 12:07 PM

    Do caraio véio! Nealdada tamanho família!