Não vendo, não troco nem dou

“A publicação de um livro de Jorge de Lima sempre constitui um acontecimento excepcional para a nossa vida literária. O grande poeta brasileiro, cujo itinerário artístico se caracteriza pela sua riqueza e diversidade, é uma dessas figuras que marcam a nossa paisagem intelectual, iluminando-a com uma contribuição que se distingue simultaneamente pelo seu aspecto de progressiva renovação formal e pela permanência de uma substância tensa e inquietante”.
“Depois de mais de dez anos de trabalho, o famoso escritor, que vive hoje o mais belo momento de sua glória, apresenta ao seu grande público em língua portuguesa um romance que é, em última análise, a imagem crispante de uma civilização marcada pela guerra e pela angústia”.

O texto acima é o início da apresentação de Guerra Dentro do Beco, o romance escrito por Jorge de Lima em 1950. Trata-se de um livro “destinado a impressionar e comover, como todas as obras que nascem no espírito dos verdadeiros artistas”. Pois bem, não me perguntem como – porque a gente revela o santo, porém não revela o milagre – mas um exemplar de primeira edição me veio parar às mãos, dias desses. Por si só, isso já era motivo de comemoração. Mas não é só isso. Chegou-me com a assinatura do mestre, criador de obras definitivas da nossa literatura. Está lá, na primeira página da Guerra. Quem duvidar, veja a foto.

  1. gravatar

    # by Arquilene - 3:13 PM

    Só quer ser o íntimo...
    Tcs, tcs, tcs.

  2. gravatar

    # by Bárbara - 8:54 AM

    Pôxa, Nealdo, um exemplar desses não tem preço!!! Legal que você desistiu de se desfazer dele!

  3. gravatar

    # by Maria Luiza Russo - 11:10 PM

    PUTZ!! Que bom que você voltou atrás!!
    Agora se tornou mais valioso!!
    Bjinhus!!

  4. gravatar

    # by Acássia - 12:09 AM

    uau! vc nunca tinha me falado disso! não perdôo!