Nuvem Passageira

Acontece assim: você liga o rádio do carro e ouve o locutor, com voz de motel, anunciar a próxima música: “Agora, vamos ouvir Nuvem Passageira, na voz de Kleiton e Kledir”. Você acha que o Don Juan do Microfone se equivocou, porque, sendo os cantores dois, logo têm duas vozes. Mas não se preocupa muito com isso, afinal, à meia-noite, você está mais interessado na música do que no que diz o outro lá. E então aumenta o volume para ouvir melhor a melodia:

“Eu sou nuvem passageira,

Que com o vento se vai...”


Você para um pouco e analisa o verso. E se dá conta de que se trata de um caso de um indivíduo frágil, que se deixa levar até pelo vento.

“Eu sou como um cristal bonito

Que se quebra quando cai...”


Aí ele decide se valorizar um pouco. Sabe como é, né? Se ele não fizer, quem o fará? Então se imagina uma belíssima taça de cristal. Elegante, chique, rara. Mas aí já pensa na porra da queda e... Cataplaft! Espatifou-se em mil pedaços.

“Não adianta escrever meu nome numa pedra,

Pois essa pedra em pó vai se transformar...”


Percebeu como o sujeito não se contenta com a fragilidade cristalina e procura algo mais forte em que possa confiar, né? Aí tasca uma pedra na história. Mas quando a gente pensa que o infeliz se transformou numa rocha, ele argumenta que a pedra é de farinha. Miserável!

“Você não vê que a vida corre contra o tempo

Sou um castelo de areia na beira do mar...”


Pronto. Não se contentou com a pedra e volta, definitivamente, a ser frágil. Imagina-se um castelinho mal amanhado na beira do mar, esperando a tsunami que irá desmanchá-lo. A essa altura, confesso, eu tava passando: “Se joga do edifício, infeliz”.

“Eu sou nuvem passageira,

Que com o vento se vai,
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai...”


Sim, ele repete, pra ter a certeza de que não vale um conto.

“A lua cheia convida para um longo beijo

Mas o relógio te cobra o dia de amanhã...”


Diga se não dá raiva: o cidadão olha pro céu, vê uma lua plena e, em vez de contemplá-la, faz o que? Olha pro relógio. Além de não ter auto-estima nenhuma, o romantismo passou longe do sujeito. E olhe que o locutor anunciou a música com voz de motel, lembre-se.

“Estou sozinho, perdido e louco no meu leito,

E a namorada analisada por sobre o divã...”


Lógico! Convivendo com um sujeito que vale menos que uma cocada queimada, era de se esperar o quê? E ele deveria dar graças a Deus pelo fato de a namorada está fazendo terapia, coitada.

“Eu sou nuvem passageira,

Que com o vento se vai,
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai...”


Reparou, né? Reafirmou toda a sua beleza inferior, porque, para ele, desgraça pouca é bobagem.

“Por isso agora o que eu quero é dançar na chuva...”

Finalmente! Nesse momento, você acha que o sujeito tomou jeito. E acredita que ele vai olhar a vida com outros olhos, imitar Gene Kelly em Cantando na Chuva. Você solta a respiração e pensa que nem tudo está perdido.

“Não quero nem saber de me fazer ou me matar...”

Suicídio ele não comete, você diz, com um sorriso no canto da boca.


Eu vou deixar em ti a vida e a minha energia...”

Isso foi uma praga?

“Sou um castelo de areia na beira do mar...”

Dá vontade de ser onda, só de sacanagem.

“Eu sou nuvem passageira,

Que com o vento se vai,
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai”.


A música termina. E você tem certeza que acaba de ouvir mais um caso perdido.

  1. gravatar

    # by Ricardo - 1:33 AM

    Pô Nealdo, eu aqui sem sono, só isso pra me fazer rir!

    Análise profunda da porra!

    Mas acho que você se apaixonou pela voz do locutor...

  2. gravatar

    # by Débora Guedes - 9:36 AM

    Nealdo, é triste, mas preciso concordar com nosso colega aí de cima: Você tava curtindo a voz do locutor! kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Essas análises musicais, dá um programa de rádio!
    kkkkkkkkkkkk

  3. gravatar

    # by Kelmenn - 12:39 PM

    Muito bom isso, Nealdo. Nem Prozac e Depakote dão jeito nesse rapaz. hehehe

  4. gravatar

    # by Rodrigo Rocha - 7:19 PM

    Olá passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular, muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom